Crédito do Pronaf facilita acesso de agricultores do Pará à energia solar

 A ação é inédita nos municípios de Gurupá e Almeirim, no Pará, e vai melhorar a vida de produtores rurais e comunidades que adquirirem os kits de energia solar por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), na linha de crédito Eco, uma das modalidades geridas pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead). 


No início desse ano foram assinados no município de Almeirim oito contratos para financiamento dos kits de energia solar no valor de R$ 19.530,00 cada um. Outros seis empreendimentos pecuários também foram contemplados, com créditos individuais que variam de R$ 30 mil a R$ 40 mil. Dois projetos de manejo de açaizal receberão em torno de R$ 30 mil.

As comunidades rurais em Almeirim gastam, em média, R$ 3,5 mil por ano com o uso de geradores, bombeamento de água, lamparinas e velas. Com a chegada da energia solar esse gasto será reduzido, a preservação de alimentos como queijo, leite e pescado a partir do uso de câmaras frias será otimizada. A redução dos riscos de incêndios e de acidentes com fogo é também um dos benefícios que a luz do sol oferece. 

Compostos por placas fotovoltaicas, baterias estacionárias e controladores de carga, os Kits solares proporcionam energia renovável e sustentável com várias aplicações na agricultura, como o bombeamento de água para irrigação, cercas elétricas para manejo de animais, além da melhoria da qualidade de vida dos agricultores e suas famílias. 

Para o chefe do escritório local de Almeirim da Emater, Elinaldo Martins da Silva Ribeiro, a iniciativa é uma parceria exitosa entre a Fundação Jari, entidade de assistência técnica ao produtor rural,  a Emater-PA e o Banco do Brasil, órgão financiador. 

Juntos, eles incentivam, apoiam e facilitam o acesso aos programas e créditos subsidiados, auxiliando o agricultor familiar a partir de reuniões, análises de necessidades, elaboração de projetos e busca de colaboradores sérios e responsáveis para fornecimento dos equipamentos. 

“A vida deles vai mudar. Essas famílias terão acesso à informação, as crianças terão entretenimento, como a televisão. Melhorias, qualidade de vida, banho quente, irrigação, uso de equipamentos diversos, tudo isso agora não só durante quatro horas por dia, mas o dia inteiro”, enfatiza. 
 
Em Almeirim, os produtores que residem no Distrito de Monte Dourado e nas localidades de Barreira, Estrada Nova, Repartimento e Ilha do Maroim, estão na fase final do processo e a previsão para instalação dos equipamentos é dia 23 de janeiro. No município de Gurupá, a população já desfruta das melhorias e benefícios da energia solar.

Sistema Fotovoltaico

Cada kit de energia solar é composto por quatro placas fotovoltaicas, um inversor, quatro baterias estacionárias e o controlador de carga. Essas placas solares são instaladas em cima de telhados ou outras estruturas e reagem com a luz solar.

Os painéis são conectados a um inversor solar que converte a luz do sol em energia elétrica. A energia que sai do inversor vai para o quadro de luz e é distribuída para os pontos de energia na propriedade. Quando sobra energia, o excesso se transforma em “crédito” para ser utilizado no futuro em momentos que não houver sol.

Sobre o programa

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) financia projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrária e possui as mais baixas taxas de juros dos financiamentos rurais, além das menores taxas de inadimplência entre os sistemas de crédito do País.
 
Saiba mais sobre o Pronaf e suas diversas linhas de crédito!

Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário

Fonte : http://www.cooperativismo.org.br/Noticias/37062/Credito-do-Pronaf-facilita-acesso-de-agricultores-do-Para-a-energia-solar